Madson cobra mais uma vez, conclusão da creche de Vila Vargas

 

O vereador Madson Vanlente (DEM) usou a tribuna livre durante a sessão de segunda-feira, (23), na Câmara de Dourados, para cobrar novamente à administração municipal sobre a conclusão da creche de Vila Vargas, obra que se arrasta desde o início da atual gestão.

Segundo o vereador, a população tem sofrido com a falta de atendimento. "A comunidade precisa desta creche, mas as obras não são finalizadas. A inauguração deve ser feita urgentemente", sinaliza. Madson falou ainda que o ritmo lento das obras tem causado questionamentos, principalmente pelo fato de o governo ter passado todos os recursos à empreiteira, através do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação)

"Não podemos admitir tal situação, pois desde meados do ano passado só estão faltando serviços de pintura de paredes. Já não possuímos argumentos para justificar esta morosidade para nossa comunidade e o que é pior a gestão municipal não se manifesta e claramente, mais uma vez, não irá entregar esta obra e assim Vila Vargas não terá seu grande sonho sendo realizado, conforme havia pedido este vereador para a atual administração municipal", disse Madson em tom de desabafo.

O vereador informou que na próxima sessão ordinária irá encaminhar uma proposta para que a prefeitura, através da secretaria de Educação, defina uma data de entrega da obra e estabeleça uma programação de matrículas e um cronograma das ações que serão providenciadas para que no início de 2019. * Madson também fez referências ao IPTU (Imposto Predial Territorial e Urbano), pago pelos moradores dos distritos, alegando que o Poder Executivo precisa estabelecer um plano de investimentos para todos os distritos, pois considera que Indápolis, Vila São Pedro, Panambi, Itahum, Vila Formosa e Macaúba necessitam de reformas, de novas obras e que há uma ausência completa da gestão municipal. "Falta remédios, médicos, falta manutenção da iluminação pública e esta situação se torna incompreensível, visto que estes moradores pagam IPTU e as taxas de iluminação pública", finaliza.