Vereadores aprovam seis projetos durante sessão na Câmara de Dourados

15/05/2018 09h33 - Por: Assessoria

 
 
Os projetos foram aprovados durante a sessão ordinária de segunda-feira (14) / Foto: Thiago Morais 
Os projetos foram aprovados durante a sessão ordinária de segunda-feira (14) / Foto: Thiago Morais

Os vereadores de Dourados aprovaram durante a 15º sessão ordinária, realizada nesta segunda-feira (14), seis projetos de lei. Entre eles está o Projeto de Lei nº 035/2018, de autoria do vereador Pedro Pepa (DEM), que estabelece dever de prestação de contas por parte das empresas prestadoras de serviço público de abastecimento de água e esgoto sanitário.

De acordo com o propositor do projeto, o objetivo é conhecer melhor os trabalhos realizados pela empresa, assim como trazer respostas a população. "Por várias vezes fui questionado por conta da taxa de esgoto, arrecadação, retorno, contrapartida e também sobre o tratamento da água, assim como o que é devolvido ao Rio Dourado, em questão de reflorestamento e cuidados", explicou o vereador Pedro Pepa.

Em seguida, foram votados e aprovados os Projetos de Lei nº 017/2018, nº 021 e 038/2018, de autoria do vereador Braz Melo (PSC), que tomba para o Patrimônio Histórico e Cultural do Município, o Monumento a Antonio João, localizado na Praça Antonio João, o Monumento ao Colono, localizado no Trevo da Avenida Marcelino Pires com a Rua Wilson Dias Pinho, e o Monumento Brasil 500 anos, localizado na rotatória da Avenida Marcelino Pires com a Rua Edberto Celestino de Oliveira.

Em seguida, também foi votado e aprovado o Projeto de Lei nº 017/2018, de autoria dos vereadores Braz Melo e Bebeto (PR), que tomba para o Patrimônio Histórico e Cultural do Município, o Monumento a Bíblia, localizado na Praça Antonio João.

O Projeto de Lei nº 040/2018, de autoria dos vereadores Madson Valente (DEM), Alan Guedes (DEM) e Marçal Filho (PSDB), que denomina "Residencial Ildefonso Pedroso", o Loteamento localizado próximo ao Residencial Dioclécio Artuzi foram aprovados por unanimidade.