Política de Assistência Social é abordada durante sessão

14/11/2017 08h09 - Por: Assessoria

 
 
A sessão foi realizada no Plenário da Casa de Leis na segunda-feira (13) / Foto: Assessoria
A sessão foi realizada no Plenário da Casa de Leis na segunda-feira (13) / Foto: Assessoria

A Política de Assistência Social foi tema da tribuna livre da sessão ordinária, desta segunda-feira (13), na Câmara Municipal. Na ocasião, a secretária municipal de Assistência Social, Ledi Ferla, falou sobre o assunto no âmbito nacional e também sobre uma mobilização, que será realizada nesta terça-feira (14), em todo o país, para chamar a atenção da população para a previsão de cortes no orçamento geral da União, relacionados à Assistência Social, que pode chegar a 98% e afetar todos os serviços nos municípios.

"Todos sabem da importância dos serviços realizados pelo CRAS (Centro de Referência à Assistência Social) assim como das famílias procurarem esses serviços, para buscarem proteção, fortalecimento e vínculos. O corte de serviços irá afetar e muito aqueles que necessitam dele. Por isso convido a todos para participarem dessa mobilização nacional, que vamos realizar na Praça Antônio João", contou a secretária.

O vereador e vice-presidente da Casa de Leis, Sergio Nogueira (PSDB), falou sobre a importância dos serviços prestados pela assistência social a população, assim como os problemas que podem acarretar com o novo planejamento. "Essa mobilização chegará como uma súplica ao Governo Federal. Parabenizo vocês pela ação e engajamento para que essa ela ganhe força e podemos sensibilizar os governantes", ressaltou.

Os vereadores Madson Valente (DEM), Bebeto (PR), Alan Guedes (DEM), Cirilo Ramão (PMDB), Elias Ishy (PT) e Junior Rodrigues (PR) também discorreram sobre o assunto.

**Indicações e requerimentos **

Dando continuidade aos trabalhos, o vereador Sergio Nogueira indicou a troca de lâmpadas queimadas em toda a extensão da Avenida Marcelino Pires e também da pista caminhada em volta do seminário batista Ana Wollerman, localizado no Jardim Ayde.

Já Alan Guedes (DEM) requereu cópias dos decretos orçamentários que abriram créditos adicionais suplementares no orçamento deste ano e também informações sobre o horário de especificado para a sessão pública para a empresa que irá gerir o Dourados Brilha, pois está registrado como horário de Brasília (DF) e não de Mato Grosso do Sul.

Idenor Machado (PSDB) indicou a retirada das lombadas nas ruas Independência, Bela Vista e João Rosa Góes e ainda na Rua Hatsujiro Kudo, no Jardim Leste, solução para o problema de drenagem da captação de pluviais.

Bebeto (PR) solicitou a roçada Ceper do BNH 3º Plano e mutirão de limpeza nos conjuntos habitacionais Dioclecio Artuzi e Harrison de Figueiredo.

Pedro Pepa (DEM) indicou a instalação de um quebra mola na Rua Monte Alegre com a Alberto de Matos, na Vila Alvorada, e também na Rua Menoti de Matos com a Rua Monte Alegre.

Olavo Sul (PEN) indicou um redutor de velocidade na Rua Pedro Celestino, entre as ruas Ponta Porã e Monte Alegre, no BNH 1º Plano, e também na Rua Eulália Pires com a Rua José Perdomo na Vila Almeida. Braz Melo (PSC) requereu a revitalização da sinalização horizontal e vertical na Rua José Salgueiro, no Canaã IV, e também da iluminação pública da via.

Silas Zanata (PPS) indicou a revitalização da Concha Acústica da Praça Antônio João com a implantação de cobertura da estrutura e ainda a abertura das ruas São Pedro, Roberto Falcão, Ceará, Rio Grande e Mato Grosso localizadas na Vila Melchiades no distrito de Vila São Pedro.

Junior Rodrigues (PR) solicitou estudos para a instalação de um semáforo no cruzamento das ruas W11 com a Vereador Aguiar Ferreira de Souza, no Jardim Colibri, e limpeza e roçada no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) localizado no Jardim Guaicurus.