Daniela convoca secretários municipais para explicarem crise em Dourados

13/03/2019 07h35 - Por: Assessoria

 
 
Vereadora Daniela Hall convida a população para debater temas relacionados a serviços públicos oferecidos em Dourados (Foto: Thiago Morais) Vereadora Daniela Hall convida a população para debater temas relacionados a serviços públicos oferecidos em Dourados (Foto: Thiago Morais)

A vereadora Daniela Hall (PSD) convocou três secretários municipais para participarem de reuniões públicas na Câmara de Dourados. O objetivo dos eventos é oportunizar um encontro com a população e o Executivo, para que as pastas venham em público responder a questionamentos populares sobre a situação de crise em que se encontra a cidade de Dourados no que diz respeito aos serviços públicos oferecidos.

O primeiro encontro acontece no dia 19, às 18h30 com o secretário de Educação. Com o início do ano letivo, muitas mães procuram vagas para crianças de zero a 05 anos nos Centros de Educação Infantis (CEIMS) e não encontram. O problema é alvo de Procedimento Administrativo número 09.2018.00001722-8, instaurado em maio do ano passado pela 17ª Promotoria de Justiça. A investigação aponta para um déficit aproximado de 2,8 mil crianças que não estariam sendo assistidas pelo município. Enquanto faltam vagas, obras de centros de educação infantil (Ceim’s) estão paralisadas.

O segundo encontro acontece no dia 20, às 18h30 com o secretário de Serviços Urbanos, Fabiano Costa. Segundo a vereadora a falta de iluminação pública é notória em vários trechos da cidade de Dourados, mesmo com uma arrecadação que ultrapassa R$ 15,4 milhões. A crise também é alvo de investigação do Ministério Público Estadual. Inquérito Civil n° 06.2018.00002451-8, apura as causas da precariedade do serviço, com prejuízo à segurança pública dos cidadãos, especialmente nas localidades sensíveis reveladas nos estudos técnicos produzidos pela Guarda Municipal e pelo 3º BPM (Batalhão de Polícia Militar). Recentemente a vereadora Daniela pediu uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para identificar o destino dos recursos da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública (COSIP).

"Um exemplo do descaso com a iluminação pública é trecho de mais de 4,5 quilômetros de escuridão na avenida Guaicurus de Dourados. Com a volta as aulas das universidades a previsão é de que o fluxo de veículos seja de 10 mil por dia, o que coloca ainda mais em risco a vida dos usuários da via. A população tem cobrado respostas deste gabinete a respeito da relação entre a os valores arrecadados da Contribuição para custeio da Iluminação Pública (COSIP) e a falta de iluminação pública pelas ruas da cidade", acrescenta Daniela.

A vereadora também aponta para os problemas de falta de limpeza em terrenos baldios de Dourados, principalmente em épocas de proliferação do mosquito transmissor da dengue e alerta ainda para as ruas tomadas por buracos. É notória a reclamação de populares sobre as "crateras" que tem causado transtornos e colocado em risco à vida de transeuntes devido aos acidentes constantes. A vereadora também questiona a qualidade do tapa-buracos.

"Não é demais relembrar que em Junho de 2017, a imprensa local noticiou a morte de uma motociclista, após a vítima cair num buraco. O fato aconteceu na avenida José Roberto Teixeira, no bairro Altos do Indaiá quando a vítima perdeu o controle da direção, bateu contra o meio fio e caiu no canteiro central da avenida. A fatalidade gerou protestos com faixas com os dizeres: "Dourados abandonada", "cidade abandonada" e "onde está a administração pública". Nossa intenção é a de que fatalidades como essa, que geram tanta dor às famílias que perdem seus familiares, não voltem a ocorrer em nossa cidade", afirma.

O terceiro encontro acontece no dia 26, às 18h30, dessa vez com o secretário de Cultura José Augusto Ramos Lopes. O evento é uma oportunidade para a classe cultural discutir, principalmente sobre o cancelamento do Fundo de Investimento Cultural (FIC), que já ingressa no terceiro ano sem o projeto. O diretor da Fundação de Serviços de Saúde de Dourados, Daniel Fernandes Rosa, também deverá ser recebido pela Câmara, numa convocação do vereador Madson Valente.