Câmara aprova orçamento de R$ 916 milhões para 2018 em Dourados

19/12/2017 06h20 - Por: Assessoria

 
 
A LOA foi aprovada na última sessão ordinária do ano / Foto: Thiago Morais
A LOA foi aprovada na última sessão ordinária do ano / Foto: Thiago Morais

Encerrando as atividades legislativas, foi votada na sessão da última quinta-feira (14), na Câmara de Dourados, a peça orçamentária para o próximo exercício prevê receita de R$ 916 milhões para Dourados. O Projeto de Lei nº 102/2017 (016), sobre a LOA (Lei Orçamentária Anual), foi aprovado por unanimidade durante a última sessão ordinária do ano.

O valor aprovado é maior do que o orçamento de 2017. Este ano a receita e despesas foram estimadas em R$ 880 milhões, ou seja, R$ 36 milhões a menos do que o orçamento para 2018.

No projeto foram anexadas 323 emendas impositivas dos vereadores da Casa de Leis, que beneficiarão a Educação, Saúde e Assistências Social do município.

Dentre os gastos previstos, R$ 24.726 milhões serão encaminhados para a Casa de Leis, R$ 95.142.202 milhões para a secretaria municipal de Educação e R$ 234.098.752 milhões para a secretaria municipal de Saúde.

O vice-presidente da Câmara Municipal, Sergio Nogueira (PSDB), afirmou que, apesar da crise que assola o país, Dourados tem seguido para o desenvolvimento, sendo a aprovação da LOA um sinal de que "estão no caminho certo". "A Câmara aprovou o PPA (Plano Plurianual), onde a prefeita Délia Razuk (PR) sinaliza suas prioridades para os próximos quatro anos, e a LOA, onde ficou evidente que, a despeito da crise que assola mais de 20 Estados brasileiros e quase três mil municípios, Dourados continua com uma vocação voltada para o desenvolvimento".

"Teremos muitos desafios em 2018 para atingir todas as metas da LOA, mas acredito que os investimentos voltarão a estar presentes em nossa cidade", completou Sergio.

Daniela Hall (PSD), presidente da Casa de Leis, destacou o trabalho dos vereadores, em elaborar as 323 emendas impositivas, que buscam o bem-estar da população. "Os vereadores buscaram ouvir a população e percorrer escolas e postos de saúde, para saber como deverá ser gasto o orçamento, beneficiando os douradenses e usando de forma sábia a LOA", comentou.